quinta-feira, setembro 28, 2006

Joanedo e as pilas

Durante comments:

Tixona, amiga, pilas nao é tudo!E ocasionalmente lá aparece uma pila ou outra, mas eu bocejo!

Pilas não é tudo?!
Que sabes tu de pilas?! lol

Sei que sao feias!Alias,bastante feias até *.*

:O

segunda-feira, setembro 25, 2006

Ora foda-se!

Fuuuôôôda-se! Mas que sortinha a minha!

Cheguei de Salamanca, fiquei de cama com uma amigdalite. Uma semana de cama com febre, e a drogas.
Fim-de-semana foi para recuperar o tempo perdido de cama.
4ª feira, dor de dentes
5ª feira, mtas dores de dentes
6ª feira "ah e tal Patrícia, tens um quisto por baixo da raíz, que faz pressão sobre o nervo e provoca-te nebralgias. Está a criar um abcesso!"

:|

Sábado, o abcesso veio em grande. "ah e tal Patrícia, isso são as boas notícias. Assim os vasos dilatam e deixa de provocar dor, só desconforto. Põe gelinho!"

:|

Foda-se que pareço um hamster!
Putinha de sorte a minha. Três semanas seguidas a sofrer de maleitas. Ora cum caralho.

segunda-feira, setembro 11, 2006

"Papstsodente" xD

Após pérolas como "O meu mijo não é ameaçador", "vai ao ENJEITA, que isso desaparece", e "Papstsodente" sempre que se ligava a tv, estar lá o Papa "Ratzweiller" ou "Paparatzi"tudo isto by Mourisco, lá voltei eu. Isto claro entre "discuções" tais como:


C: Aqui no norte... (fala de aveiro)
T: Aveiro não é norte. Aveiro é Centro.
C: Então não é Norte?! :O
T: Não. Norte é Porto. Aveiro é Centro. Coimbra é Centro. Lisboa é Sul.
C: Então e o Algarve e o Alentejo, são Africa?
T: Não. É Sul, mas não são mouros!!! ;)

Mas o que interessa, é que as tréguas entre aqui a Tripeira e o Mouro, estavam a ser feitas aos pouquinhos.
No final, ninguém se matou (se bem que no "il caffé di roma", os meus olhos já faiscavam), não lhe roubei um rim, o pancreas e um pulmão, e lá deixei a minha companhia ir sã e salva embora, para terras mouras. Isto apesar de me ter dado um chupa-chupa grande, seguido por um comentário machista... lol mas verdadeiro!!!
E devo até acrescentar, que estou orgulhosa, por o ter presenciado a fazer um amiguinho, com o homem dos tachos! *emocionada*

Salamanca claro, estava impecávelmente excelente. Mas faltava-me lá a minha sempre companheira de férias em Salamanca, Fuázona a.k.a "Foi a melhor mamada da minha vida". Sendo assim, cá ficam as fotinhas, de todos os sítios de passagem obrigatória, sempre que vamos a "casa", para matar as saudades de quem não foi!

Caminho para casa!

Rua das comprinhas...

A passagem obrigatória na clínica, para um
"chegamos! as chavinhas de casa!!! jantas connosco..."
"Vais hacer ENPÁDAN"
"Empadão!"

A ruínha refundida... :]

Il caffé di Roma, que mudou de nome, mas vai dar ao mesmo!

Mudou de nome, mas a essência é a mesma! O espírito de fazer as compras para casa, ainda lá está, se bem que a parte dos chocolates DIMINUIU SUBSTANCIALMENTE! :O Foi o choque!

O geladinho de sempre, no sítio de sempre.

A exclamação continua... !!!

Esparguinhos... :]

1ª rodada! 2 morunos, 1 pellota, e 1 tortilha

Bella Blu... :]

Lasanha da Bella Blu... *baba-se*

Plaza Grandé!!!

O MÍTICO, O ÚNICO, O OBRIGATÓRIO, O DEGRADANTE, A GRANDE CATEDRAL DOS BAILARINOS, AZEITEIROS E ANÕES... O HARLEY!

Cá está ela! Sempre fiel para a foto degradante, após noites de Harley...

domingo, setembro 03, 2006

Finalmente...

Lojinhas nas ruas refundidas
Sephora
Loja dos brincos
Il Caffé di Roma no sítio de sempre
Lojas na rua de sempre
Harley
Circus
Bella Blu
Espargos e herizos
Morunos e pellotas
Jardim da Catedral durante a noite
Gelados na Plaza Mayor...

Não ter horas para nada... Não pensar em nada... a não ser "A que horas fecha hoje o supermercado, para comprar os chocolates?"

sexta-feira, setembro 01, 2006

"Sempre foste o inatingivel, Miguel!"

Ao fim de 2 anos, lá estivemos juntos. Sempre foi um problema para se acertar as agulhas, e nos encontrarmos, mas desta vez a decisão foi tomada rapidamente.

Só me fez bem estar com ele.
Vi que cresci, e que vejo as coisas de maneira bem diferente.
Que realmente aprendi a distinguir melhor o que é do que não é, sem qualquer problema, e a ser mais directa no que quero, sendo também mais contida dependendo do que sinto e por quem o sinto.
Conseguir pôr de parte o floreado das coisas, está-se a revelar dar muito jeito. E sinto-me bem melhor por isso. Nunca pensei que tinha evoluído assim.
Agora é-me tudo de tal forma preto no branco... Quero, quero. Não quero, não quero. Gosto, gosto. Não gosto, não gosto.
E a frieza que por vezes tenho ao avaliar as coisas... Onde a fui buscar?!

Contei-lhe que tinha sido apaixonada por ele. O que ele demorou a assimilar... Esteve-me entalado durante 4 anos, e zás, saiu-me na 3ª feira de manhã. Deixou de ser o ponto de comparação, deixou de ser perfeito... Só ficou o carinho.

Em contra-partida, outras certezas me parecem agora mais que absolutas.